por | abr 8, 2019 | Boxe, Muaythai

Dia nacional do Boxe e o dia do Muaythai

Nesse mês de Março comemoramos duas datas históricas para as artes marciais: o Dia Mundial do Muaythai e o Dia Nacional do Boxe. E por isso, nós do Duello CT decidimos então contar um pouco sobre a história dessas modalidades e o por quê desses celebramos essas datas.

Muaythai

A história do Muaythai remonta o início da civilização tailandesa, sendo originário do Muay Boran, luta essa que já falamos aqui anteriormente. Na história dessa arte marcial, três tailandeses se destacam como difusores: o rei Naresuan, o rei Pra Chao Sua e o guerreiro Nai Khanom Tom.

O Muathay fora inicialmente desenvolvido para ser usado como forma de defesa contra invasores durante o reinado do rei Naresuan, que teve início em 1550 e durou até 1605. Depois, tornou-se parte dos treinamentos militares e foi praticado segundo os ensinamentos do antigo Chupasart, que era uma espécie de regulamento com instruções para o uso de armas, assim como técnicas de combate de mãos livres. O rei Naresuan também lutador deste estilo, participou de inúmeras competições, sendo em 1577 declarado herói nacional por conta de sua notória habilidade na prática e na difusão dessa arte marcial.

Outro grande marco na história do Muaythai foi o período do rei Pra Chao Sua, mais conhecido por Rei Tigre. O rei teria sido um dos maiores lutadores de Muaythai de toda a história e, durante o seu reinado, além de fazer parte da preparação militar, o Muaythai fora ensinado em inúmeras escolas tailandesas. 

Nai Khanom Tom é um guerreiro considerado o “pai do Muaythai”, uma figura chave da história tailandesa. E é sobre a história desse grande lutador, que surge a motivação para que o dia 17 de março seja considerado o dia Mundial do Muaythai.

Nai Khanom Tom teria sido feito prisioneiro de guerra quando capturado pelos Birmaneses em Ayutthaya (Antiga capital de Sião, atual Tailândia) que foi saqueada pela segunda vez no ano de 1767, e teve sua população sequestrada e toda a cidade destruída.

Durante boa parte de sua história a Tailândia lutou contra as invasões da Birmânia e do Camboja. Seus Reis incentivavam a todos a pratica da luta armada e desarmada, inclusive mulheres, crianças e idosos.

Em 1774, o Rei Birmanês, Magra, realizou uma celebração religiosa em um templo na maior cidade da Birmânia. Lutas sempre estavam envolvidas nas celebrações e os lutadores de Muaythai foram chamados para lutar contra os soldados Birmaneses.

E incrivelmente no dia 17 de março daquele ano, Nai Khanom Tom lutou e derrotou nove lutadores birmaneses sucessivamente, sem descanso entre as lutas. Sua performance foi tão surpreendente que logo em seguida Nai Khanom Tom foi liberto e pôde voltar para seu país.

Depois desse dia Nai Khanom foi denominado o “Pai do Muaythai” e o dia 17 de março foi declarado o dia mundial do Muaythai. 

BOXE

O boxe como prática esportiva já é conhecido e utilizado há várias décadas, suas origens remontam a Creta (ilha pertencente do território da Grécia) em mais ou menos 1500 A.C. Chegando em Roma após a conquista da Grécia por parte do Império Romano. 

Este tipo de luta foi adotado como esporte pela primeira vez numa Olimpíada em 668 A.C. Tratou-se da 23ª edição dos Jogos Olímpicos da Antiguidade e os boxeurs utilizavam faixas de couro nas mãos para proteger os dedos e lutavam até que um dos competidores admitissem a derrota. 

Porém com a queda do Império Romano, a cultura da prática do Boxe se perdeu um pouco, mas ele continuou a ser praticado, visto que é possível obter registros históricos no fim do século IX, no Sul de Inglaterra.

Entretanto, popularizou-se muito na Inglaterra, a partir do século XVII, quando os boxeurs passaram a combater por dinheiro e isso foi suficiente para surgirem novas técnicas, como a introdução do jogo de pernas e o jogo ofensivo, o que atraiu milhares de novos praticantes. 

E foi nesse período que o nobre inglês Marquês de Queensbury sentiu a necessidade de se regulamentar esta Arte Marcial e criou determinadas regras para modernizar o boxe, como por exemplo:

  • -Os combates passariam a ser dentro de um ringue de corda;
  • -Os lutadores começaram a ser divididos por pesos e categorias;
  • -Os boxeurs utilizavam sempre umas luvas de boxe durante um combate.
  • -Passou-se a utilizar uma proteção nos dentes;
  • -O público ficou separado dos atletas;
  • -Cada assalto tinha a duração de três minutos com intervalos de um minuto entre eles para que os atletas conseguissem recuperar as suas forças.

Estas alterações contribuíram para o desenvolvimento do boxe como desporto e favoreceram para um aumento de sua popularidade ao redor do mundo.

No dia 26 de março é comemorado aqui no Brasil o dia Nacional do Boxe, esse dia foi escolhido por ser a data do nascimento do pugilista brasileiro Éder Jofre, bicampeão mundial em duas categorias do pugilismo.

Éder Jofre lutava, quando amador, sob as cores do São Paulo Futebol Clube. É considerado por especialistas internacionais como o maior peso-galo do boxe na era contemporânea, tendo ficado conhecido pelo apelido “Galinho de Ouro” concedido pelo escritor Benedito Ruy Barbosa.

.

.

.

E aí gostou de saber um pouco mais sobre a história dessas modalidades e sobre as histórias por trás de seus dias? Fique ligado no nosso blog, pois estaremos sempre trazendo conteúdos novos! E não se esqueça de deixar nos comentários, o que achou dessa matéria.

 

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
Enviar
Posso ajudar?
Olá! Que tal agendar sua aula experimental grátis pelo WhatsApp? Só clicar em enviar e fazemos tudo online!